8 dicas para fazer a pista de dança do seu casamento bombar

8 dicas para fazer a pista de dança do seu casamento bombar

Todo mundo que já foi a uma festa de casamento sabe: nada mais triste do que uma pista de dança vazia! E, nessas horas, não adianta culpar o DJ, já que o estilo das músicas e a playlist da festa deveriam ter sido acordados e escolhidos junto com os noivos no momento do planejamento da festa.

Para não cometer o mesmo erro e fazer seus convidados dormirem, acompanhe as 8 dicas que separamos no post de hoje para sua festa durar até altas horas!

1. Contrate um DJ profissional

Se a produção da festa permitir, vale a pena investir na contratação do seu próprio DJ. Assim, o profissional já receberá de antemão todas as orientações e indicações dos noivos, que podem inclusive aprovar a playlist com antecedência.

2. Marque uma reunião com o DJ da casa com antecedência

Muitos buffets incluem no pacote da festa o profissional interno da casa e não permitem a contratação de um DJ de fora. Se esse for o caso, marque uma reunião entre vocês, o DJ e o responsável pelo salão duas semanas antes da festa, e façam uma lista com: das músicas e estilos que vetam de todas as formas, estilos e bandas que amam e qual o tema chave da festa (dançante, animado, pop, clássico, nostálgico, etc).

3. Contratar uma banda é sempre uma excelente opção

Se você não quer depender apenas da discotecagem, uma ótima escolha é contratar uma banda para tocar ao vivo. A banda pode ser dos mais variados estilos e se apresentar no momento da festa que você preferir. É possível, por exemplo, contratar um sofisticado trio de jazz para a recepção, uma banda de pop rock internacional para quando a pista abrir, ou até mesmo uma banda de covers, que faz versões modernas de clássicos, para agradar da mãe do noivo a amiga descolada da noiva.

4. Convide um amigo ou parente para comandar as pickups

Nada pode ser tão divertido em uma festa intimista e animada quanto ter aquele seu amigo que entende para caramba de música, ou aquele seu tio descolado que era dono de uma loja de CDs, dando uma palhinha no som. Convide o amigo ou parente com antecedência, peça para ele organizar uma playlist e mostrar para vocês antes da festa. Assim, dá para evitar aqueles hits que vocês não suportam ouvir, e até censurar uns gostos musicais que vocês achem muito exóticos.

5. Prepare uma lista de músicas vetadas do casal

Ninguém merece escutar uma música que não gosta no próprio casamento, não é mesmo? Para que isso não aconteça, é importante que os vetos individuais sejam respeitados. Você adora divas pop, mas seu noivo odeia? Pense se não vale a pena abrir mão de escutar esse estilo por uma noite apenas em nome do consenso.

6. Procure adicionar na playlist músicas que marcaram momentos importantes

Sua turma da faculdade vai comparecer em peso? Quais músicas mais marcaram a graduação de vocês? E a turma da escola? Quais músicas marcaram aquela viagem que fizeram juntos? A pista de casamento não deve ser usada apenas para celebrar as músicas preferidas do casal (deixem isso para a hora da valsa), mas para fazer uma festa divertida para todos os convidados.

7. Separe os estilos musicais por momentos da festa

Quais estilos, músicas e bandas seriam bacanas tocar na recepção? E na hora de abrir a pista? E no auge da festa? E para finalizar? Além de pensar no roteiro da festa, vale a pena também organizar um lista de temas: pop nacional, pop anos 90, pop internacional moderno, divas pop, bandas nacionais que fizeram história, hits cafonas – mas que amamos, clássicos dos anos 80, e assim por diante.

8. Dancem com seus amigos e familiares!

A pista só vai ferver de verdade se vocês estiverem lá, cantando e dançando junto com todos que amam. Escolham uma versão mais leve das roupas usadas na cerimônia e se joguem na pista de dança!

Nenhuma pista de dança que se preze fica sem os amigos que adoram tirar mil selfies com a galera. Para sair bem na foto, confira 6 dicas para tirar a selfie perfeita nesse nosso post!