Alianças de noivado: modelos e ritos de troca de acordo com a fase da relação

Alianças de noivado: modelos e ritos de troca de acordo com a fase da relação

Estamos acostumados com as cerimônias tradicionais de casamento em nossa cultura, mas você sabia que grande parte dos ritos e tradições envolvidas em toda a experiência do casamento, como as trocas de alianças de noivado, são inspiradas em simbolismos criados por civilizações antigas e culturas diferentes da nossa?

Por exemplo: no antigo Egito, era comum que nos casamentos dos faraós acontecesse a troca de anéis, representando o infinito e a eternidade entre os noivos. Os anéis eram trocados todos os anos como forma de renovar essa aliança. Outro exemplo de origem de tradição é o fato de que na Roma Antiga acreditava-se que o quarto dedo da mão esquerda era por onde passava a “veia do amor”, estando diretamente associada ao coração.

Se somarmos todos os costumes dos povos antigos em relação às uniões matrimoniais, é possível entender a origem de uma série de tradições que são seguidas nos casamentos atuais.

No artigo de hoje iremos explicar o significado de cada aliança conforme a fase de seu relacionamento, para que você possa aproveitar o máximo deste momento tão especial de sua vida, desde o noivado até as celebrações de bodas. Continue lendo para conferir!

Como definir o tipo de aliança a se usar?

Sem dúvidas, o ponto que irá pautar a escolha das alianças é o seu tempo de relacionamento, seguido da finalidade de seu compromisso. O objetivo da joia é simbolizar a união entre o casal e expor à sociedade em qual momento de sua relação eles se encontram, além de mostrar indisponibilidade para novos laços afetivos.

No decorrer do compromisso é comum que o casal troque as alianças mediante a evolução da relação. A ordem progressiva das troca de alianças é a seguinte:

Aliança de compromisso

Entregue ainda na fase de namoro, a primeira joia usada para celebrar a união do casal é a aliança de compromisso. Geralmente essa aliança é entregue quando o casal resolve simbolizar que evoluiu para uma fase mais séria de seu relacionamento e tem a intenção de um dia formalizar a união.

Anel de noivado

Apesar desta joia não receber o nome de “aliança”, sua representação possui o mesmo significado: o pacto e a união entre o casal. Porém, a joia representa um nível de responsabilidade maior, já que simboliza a passagem de um relacionamento sério para a real intenção de selar a união, transformando-a em um casamento.

Durante muito tempo acreditou-se que o anel de noivado estava associado apenas ao pedido de casamento feito pelo homem à mulher. Em outra tradição que teve a origem gerada em uma cultura antiga e distinta da nossa (Europa), entretanto, esse paradigma vem sendo quebrado com o passar dos anos. Atualmente tanto as mulheres quanto os homens fazem o pedido de casamento.

Aliança de casamento

Depois do noivado, finalmente o casal recebe as alianças de casamento. Elas representam a fase mais importante da relação e possuem um peso muito maior do que as anteriores. Representam a união eterna do casal pois são entregues e seladas após cada um dos noivos repetir a seguinte sentença: “Prometo estar contigo na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, na riqueza e na pobreza, amando-te, respeitando-te e sendo-te fiel em todos os dias de minha vida, até que a morte nos separe”.

As alianças também simbolizam uma forma de não permitir que as palavas proferidas durante os votos feitos no dia do casamento se percam no ar.

Alianças de bodas de casamento

Todos os anos posteriores ao do casamento são celebrados com uma diferente denominação. Porém, há três bodas especiais que são dignas de realizar trocas de alianças e uma nova celebração entre os noivos:

  • Bodas de Prata – 25 anos de casamento;
  • Bodas de Ouro – 50 anos de casamento;
  • Bodas de Brilhante ou Alabastro – 75 anos de casamento.

Gostou do artigo de hoje? Então deixe um comentário e compartilhe sua opinião!